Oficinas

previous arrow
next arrow
Slider

NOSSAS OFICINAS

As oficinas desenvolvem atividades individuais e em grupos com o objetivo de estimular a linguagem, a comunicação verbal e não-verbal a interação social, o desenvolvimento expressivo, a capacidade motora ampla e fina e o aspecto cognitivo como um todo.

Nas oficinas são trabalhados valores que auxiliam na socialização no grupo familiar e na convivência social. 

Oficinas pedagógicas

Na Oficina Pedagógica são trabalhados valores que promovem a socialização no grupo e a convivência social, com foco nas habilidades da vida diária. Há intervenção comportamental, flexibilização da rotina de sentar, esperar, imitar, fazer contato visual e físico, brincar, usar o banheiro, lavar as mãos, tomar banho, se alimentar, caminhar sozinho ou ao lado de outra pessoa, atravessar a rua. Essas atividades desenvolvem a linguagem, a comunicação, a capacidade motora ampla e fina e o aspecto cognitivo como um todo.

Programa TEACCH (Treatment and Education of Autistic and Communication Handicapped Children) – Tratamento e Educação para Autistas e Crianças com Deficiências relacionadas à comunicação que visa promover respostas eficazes de aprendizagem em crianças, jovens e adultos autistas.

PECS (do Inglês, Picture Exchange Communication System) um sistema de comunicação por troca de figuras, que ajuda a criança a perceber que, por meio da comunicação, consegue com mais facilidade as coisas desejadas, apresentando resultados indiscutíveis na comunicação.

Oficina de música

Na Oficina de Música são desenvolvidas atividades individuais e em grupos, com o objetivo de reduzir o estresse e a ansiedade, melhorando a qualidade de vida das pessoas autistas. Na prática musical, desenvolvem-se repertórios de canções, experimentação instrumental variada e atividades receptivas, que ajudam a estimular a livre expressão, trabalhando a parte cognitiva e motora, a comunicação e a interação sociocultural, trazendo assim benefícios perceptíveis.

Benefícios:

– Facilita a comunicação verbal e não verbal.

– Estimula a criatividade.

– Promove satisfação emocional. 

– Facilita a organização do pensamento.

–  Funciona como um importante instrumento de socialização. 

– Contribui para melhorar a qualidade de vida do autista e de sua família.

Oficinas de Psicomotricidade

A Oficina de Psicomotricidade desenvolve atividades individuais e em grupos com o objetivo de estimular a linguagem, a comunicação, a capacidade motora ampla e fina e o desenvolvimento cognitivo através do movimento. Essa oficina trabalha valores visando a socialização no grupo e a convivência social.

Com a psicomotricidade, é possível visualizar o ser humano da maneira mais completa possível, trabalhando de forma integrada habilidades motoras, associadas aos aspectos emocionais e cognitivos. 

Nessa oficina, desenvolve-se a noção corporal e espacial, a sensibilidade, a interação com o meio e com o outro, apropriando-se de sua imagem,  do  esquema corporal e da consciência de seu corpo dentro de um ambiente ou de um contexto.

 

Oficinas de artes

Na Oficina de Artes desenvolve-se a cultura de Arte, conhecendo e apreciando produções artísticas.  Desenvolvem-se ações que integram o perceber, o pensar, o aprender, o recordar, o imaginar, o sentir, o expressar e o comunicar. Na produção dos trabalhos artísticos os autistas tornam-se capazes de perceber sua realidade cotidiana mais vivamente, reconhecendo e decodificando formas, ampliando assim sua dimensão social. 

O objetivo dessa oficina é a formação de competências e habilidades para uma boa interação social.

As atividades são realizadas individualmente e em pequenos grupos, com fontes de informações diversas (acervos, fotografias, vídeos, livros, etc.). O material mais usado como suporte para as atividades são as telas, coloridas com tintas à base de água. Os  autistas podem se expressar com desenhos e pinturas surreais, dando nome a suas obras.

O tempo para a realização da obra fica em torno de 5 a 6 horas, desde o planejamento da ideia até a arte final.

O pensamento estético que se desenvolve nos autistas é, sem dúvida, uma das muitas maneiras deles encontrarem respostas para as questões que o mundo lhes impõe. Além de conhecerem melhor a si mesmos, saciando-os do desejo de equilíbrio e de simetria. 

 

Oficinas de vida diária

Em nosso dia a dia, desempenhamos tarefas inseridas em diferentes ambientes, como escola, trabalho, casa, supermercado, hospital, clube, etc.

Na oficina de vida diária trabalhamos com:

– Atividades básicas da vida diária relacionadas à higiene pessoal, autocuidado, alimentação e vestuário.

– Atividades práticas ou instrumentais relacionadas ao cuidado com o outro, com os animais, com a manutenção da saúde e os afazeres domésticos.

– Atividades de Recreação e Lazer relacionadas aos aspectos lúdicos e de entretenimento.

– Atividades Corporais relacionadas ao cuidado com o corpo nos aspectos físicos e esportivos.

– Atividades Musicais e Artísticas relacionadas a atividades expressivas.

– Atividades Culturais relacionadas às tradições e crenças de um povo, comunidade ou uma família.

Cão terapia

Oficina de Cão Terapia ou Atividades Assistidas por Animais é um processo terapêutico formal, com procedimentos, objetivos, metodologia e critérios estabelecidos e cientificamente comprovados utilizados por profissionais da área da saúde que fazem do animal parte integrante do seu trabalho e tratamento. 

A inclusão de um cão no tratamento das crianças autistas aumenta quantativamente o comportamento social negativo, estimula o desenvolvimento de habilidades, como melhoria na comunicação aspectos motores bem como possibilita a modulação da ansiedade através de um novo foco de atenção, que é a presença do cão. 

Só o fato de escovar o cão já promove no autista atividade de estimulação motora melhorando o companheirismo, respeito e auto estima, caminhadas conduzidas pelos terapeutas com os animais e crianças autistas estimulam interesse pela vida e pela prática de exercícios físicos.

As atividades Assistidas por Animais do Projeto Super Patas, junto à Aquarela Pró Autista, acontecem quinzenalmente desde o ano de 2017 e demonstram ganhos significativos nos atendidos.

As atividades ocorrem de uma forma lúdica e livre. Os voluntários conversam com os assistidos, é uma interação benéfica, os cães, são afagados e o seu principal papel neste tipo de atividade é exatamente este, ganhar muito carinho, ficar no colo ou ao lado do assistido e a realização de alguns truques simples.

É muito gratificante receber o Super Patas. É um projeto feito na entidade de forma totalmente voluntaria, são muitos os cuidados e a responsabilidade de um projeto como este. Tudo é feito e preparado com muito carinho, pelos voluntários para que cada visita seja uma experiência única, de muita alegria e amor.

“Receber os cães terapeutas na Aquarela é ganhar um abraço, uns lambeijos deles, é como se fosse um coquetel de hormônios da alegria” Gratidão!!!